Some book

Se eu continuo, mesmo que aos trancos, é porque eu aceito. Porque eu concordo. Porque eu sei que é o caminho certo. E por “certo” entenda-se o único que vai me fazer chegar lá, onde quer que lá seja.
Onde é lá só a mim interessa.
A questão é que eu não escrevo aqui porque estou em dúvida, ou porque estou com medo, ou porque cansei.
Eu escrevo porque tenho memória ruim e o péssimo hábito de não prestar atenção no que acontece. Eu lembro mais das coisas que leio do que das que vivo.
Eu escrevo porque só assim eu me escuto direito.


"E ainda assim eu tinha consciência de que o que via não era tão simples e nem bonito como aparentava ser.Havia um preço a ser pago por aquilo tudo, uma falsidade generalizada na qual facilmente se poderia acreditar e que poderia ser o primeiro passo para um beco sem saída.A banda voltou a tocar e as garotas e os garotos recomeçaram a dança, e as luzes sobre suas cabeças giravam, lançando sobre os casais reflexos dourados, depois vermelhos, azuis, verdes e então novamente dourados.Enquanto eu os observava, dizia para mim mesmo que um dia minha dança iria começar.Quando esse dia chegasse, teria alguma coisa que eles não têm."

_Charles Bucowski


Leave a Reply