O Teorema de Rafael

Se os homens são de Marte, as mulheres são do México.Adoram um melodrama, desesperam-se,bancam a Maria do Bairro e sentam-se no chão, onde abraçam os joelhos e soluçam alto.
Choram na frente do espelho quando o amor acaba, borrando todo o rímel, descabelando-se.Escutam o CD que ele deu no repeat, emagrecem 5 quilos de piriri e juram que nunca mais.
'Depois de convidar seguidas sirigaitas para jantar, o homem está treinado e até gosta de correr o risco de ouvir uma negativa; acostuma-se, banaliza e se recupera de um "não" com velocidade 3,14159265 vezes superior a da mulher
Já homem, duvido.
Vamos admitir.Homem não é ridículo ao ponto de escrever nome de mulher no box embaçado.Homem não veste a nossa camiseta velha na tentativa patética de encurtar a distância.Homem não checa se recebeu e-mail de nove em nove minutos e se chegou mensagem de três em três.Homem não nos procura em sites de busca, não lê as previsões astrológicas do nosso signo, nem dorme abraçado com o travesseiro - ao contrário, esparrama-se na cama.
Dr. Rafael,amigo e clínico geral, também filósofo de final de semana, elucida a questão no teorema que leva o seu nome.Segundo o Teorema de Rafael, o quadrado dos foras tomados pela musa ao longo da vida é menor que a subtração dos quadrados dos tocos que um guri já levou antes de completar 13 anos - donde se conclui que homem não sofre uma rejeição tanto quanto nós simplesmente porque criou casca.
É ele quem, aos nove anos, pede salada mista.
É ele quem, aos 11, tira pra dançar música lenta.
É ele quem, não importa a idade, olha para os lábios da mulher e se aproxima para o primeiro beijo.
Cabem a ele as perguntas como "quer ficar comigo?","me dá seu telefone?", "cinema no sábado?", "vamos para um lugar mais calmo?" e "quer casar comigo?", sendo esta última,segundo o Dr., muito pouco utilizada.
Depois de convidar seguidas sirigaitas para jantar, o homem está treinado e até gosta de correr o risco de ouvir uma negativa, acostuma-se, banaliza e se recupera de um "não" com velocidade 3,14159265 vezes superior a da mulher,que, depois de longos meses, ainda demora mais de meia hora para dormir e pergunta-se por que acabou, por que, por quê?
A Primeira Lei de Rafael diz que, ao final do relacionamento, X horas são gastas pensando onde foi que ela errou, enquanto Y está certo de que foi X quem saiu perdendo.
Derivada da primeira, a Segunda Lei de Rafael diz que, para o homem, vale a máxima "qué,qué; num qué, tem quem qué", e ele "topa, por que não?", o próximo convite da noite.
Porém,todavia,contudo, eu acrescento -falando por experiência- que para toda regra, há uma exceção: homem não é de sofrer, mas, quando resolve, faz o nosso México parecer Disneylândia.






One Response to O Teorema de Rafael

  1. hahahhahahah
    só a tua criatividade mesmo pra desenvolver um teorema com as besteiras que eu digo fazendo cara de estou falando sério.adorei,beijão bonitona.
    Rafa

    ResponderExcluir