Se eu fosse homem

Se na próxima vida - caso houver- eu vier para esse mundo - caso ainda exista- sob o corpo, a cabeça e tudo mais de homem, garanto: só vou me interessar por mulheres mais jovens.Melhor: nada de mulheres, que venham as moças, garotas, em todo o seu frescor - uma mulher que acabou de sair da gaveta.Uma gatinha de saias tão curtas quanto suas histórias, cabelos compridos balançando pra lá e pra cá, a última ponta em cacho, esbarrando no cóccix.Menina encantada, elástico de cabelo com status de pulseira, penugem loira lhe cobrindo as canelas.
Eu iria levá-la para tomar sorvete.Esperaria com paciência os longos minutos até que ela tomasse aquela que seria a decisão mais importante do dia - creme ou morango? Se a hesitação fosse para ela muito dolorosa, não titubearia antes de oferecer o de duas bolas e ainda mandaria caprichar na calda de chocolate, na castanha e no granulado.E nas jujubas vermelhas.Depois sentaria no banco da praça em posição de estátua, sorriso de canto, a reparar na espontaneidade de suas lambidas entre o amargo e o doce da vida.
'Se na próxima vida o Y ganhar do X e eu nascer homem, ah, menina, te espero na porta do curso de inglês.Te dou um filhote no dia do seu aniversário, com laço de cetim vermelho no pescoço dentro duma cesta de vime
Depois, depois você já sabe.
Importante que virgem não seja - se eu quisesse responsabilidade, procuraria uma que combinasse com minha faixa-etária.É conveniente que a namorada seja fresca, porém já introduzida (ao assunto) e que tenha muita curiosidade, qualidade das pessoas mais inteligentes que conheço.
'Se na próxima vida o Y ganhar do X e eu nascer homem, ah, menina, te espero na porta do curso de inglês.Te dou um filhote no dia do seu aniversário, com laço de cetim vermelho no pescoço dentro duma cesta de vime. Ajudo a dar nome ao cachorro, numa escolha que, essa sim, demandaria dias, talvez semanas.Eu, mais que o filhote, babando por você.
Tudo isso, falo porque revi um homem na casa dos enta meses depois de tê-lo encontrado pela primeira vez com seus dedos entrelaçados aos de uma moça dos poucos inte.Quanta diferença:em alguns meses, o homem remoçou anos.Cortou os cabelos à navalha, trocou a armação dos óculos, comprou enfim uma calça jeans reta, de lavagem escura, que em nada lembra a antiga de pernas largas e bainha apertada.Adeus, cós alto! Adeus, olheiras esverdeadas! Estamos agora diante de um homem rosado como um bebê.Feliz como meu filho adolescente no primeiro dia de férias.
Tudo bem que ele, o homem, também tem seu mérito: se deixou moldar, se permitiu contagiar pelo viço da namorada - e isso tudo, veja bem - sem cair no ridículo.Espera-se que ele saiba,porém, que ela, aquela garota adoravelmente boba, é a principal responsável por uma guinada na sua vida, uma reviravolta que não se resume ao físico - mas, benza Deus, que bela mudança.Salve a menina!! Mande rezar uma missa em ação de graças.Dê a ela os créditos por ter sua mocidade de volta - a recompensa pode ser em forma de beijos, carícias e se possível, um pouco de amor.
Se eu tivesse nascido menino, iria preferir meninas pelo resto da vida.E se, por uma incalculável imprudência, um dia viesse a me interessar por uma mulher de mais idade, idade esta ou igual ou menor (nunca maior) que a minha, lutaria, pois, com todas as armas para afastá-la de mim. Deixaria a cidade, parava de beber.Para o meu próprio bem.
Mulheres de 30 já vem com passado.Com vícios!! Manias!! Mulheres de 30, nem pensar.Cheias de personalidade, como eu.Têm, como eu, opinião formada sobre tudo.Querem responsabilidade, compromisso, têm filhos.Chatas, como eu, fazem cobranças, como eu.Pensam no futuro.Têm culote.Vivem de regime.Falam mal das meninas mais novas, como eu.Mulheres de 30 são assim como eu.E eu, eu nunca gostei de garotinhos.





Leave a Reply