Sempre ele

Tenho certeza.Me apaixonei logo na primeira noite,quando quis voltar pra perguntar se meu sentimento era tido como aceito, ou eu deveria passar por ali novamente.Me apaixonei logo na décima sexta noite, quando o frisson de experimentar toda a superfície do seu corpo colada ao meu, não nos deixou dormir.
O amor - sempre ele -, bem acompanhado de todos os seus clichês, é a melhor parte do dia, não tem pra ninguém, olhos fechados, beijos, despedidas, reencontros.Rouba a cena, faz letra de música, faz de mim pequenininha, faz de mim o que quiser.
A nossa história poderia começar com "era uma vez, em um reino distante, uma princesa muito bonita - e inteligente - que levava nos braços uma constelação de pintinhas".
Mas começou mesmo porque a gente simplesmente se entende.Eu o respeito, amo e admiro.Ainda não inventaram nada igual a se saber correspondido.


Pra ti Quíru, em 22/04/2012.


Leave a Reply